Menu


Robson Silva

Rádio Web

Dr. Darlan fernando dos santos medeiros
Neuropsiquiatra
CRM. 2165
Av. pedro leão 152
Centro
Arapiraca - Alagoas
Contato.(82) 35223929

Mensagens & videos

Foto tirada às 3:30 da madrugada na fronteira China/Tibete a 5.580 m de altura. Levará mais 150 anos para ver esta imagem de novo!

O Sol visto da Terra, do Ponto Vernal, que marca o inicio da primavera, o verdadeiro início do ano, em termos cósmicos.

Olhem que espetáculo deste abençoado artista!

O ponto mais lindo desta arte, a hora em que o fogo chega ao coração de Jesus e se apaga. É como se o fogo penetrasse, e ali está para sempre. Queimando de amor por cada um de nós e a pela humanidade inteira.

Dr. Darlan medeiros - neuropsiquiatra

REFLEXÃO DO DIA - 18.06.18

Vergonha é um sentimento que surge quando há algo de errado conosco. A nossa alma possui a capacidade de evoluir e se desenvolver. Mas para se desenvolver são necessárias experiências de vida que dêem embasamento à sabedoria.

Quando usamos nossa sabedoria, percebemos que existe um grande leque de opções e escolhas. Contudo, quando não se tem experiência, se formam opiniões vagas ou elas nem mesmo acontecem.

Não importa o que pareça que a pessoa esteja vivenciando, suas experiências são resultados de um anseio profundo da alma em conhecer o que a vida contém.

Cometer um aparente "erro" por uma ignorância não é um crime perante o universo ou perante o Criador, mas ignorar o que se sabe, apenas para satisfazer algum desejo ou capricho do ego, significa esquecer o amor e a sabedoria.

A consciência que nos cobra é uma vergonha saudável, é o exercício da sabedoria empenhada em fazer escolhas apropriadas. Mas viver uma vida baseada na vergonha, seria como afirmar que é errado aprender com as experiências. Essa prática limita nossas ações e impede nossa evolução.

Para evitarmos os riscos da vergonha e curarmos a que  possuirmos é necessário que amemos todas as experiências que tivermos, e nos permitirmos aprender com elas. São as melhores lições de vida!

REFLEXÃO DO DIA - 19.06.18

A visão física é um indício da nossa vontade de ver a nós mesmos e a vida tal como são. É normal termos problemas de visão quando quisermos ver alguns aspectos da nossa vida. A visão também simboliza a compreensão de nossas tantas experiências.
Nossa imaginação é a visão interna que permite que vejamos e criemos possibilidades para nós e para os outros. Aqueles que aspiram altos ideais para a humanidade são chamados de "visionários". 
Eles enxergam um futuro melhor, mas nem sempre dão os passos necessários para viabilizar esse anseio visualizado. Outros vêem apenas problemas em suas vidas e têm dificuldades de reconhecer como foram criados e não sabem como podem mudá-los.
Mas, para melhorar tanto a visão física como a espiritual, devemos mudar o nosso modo de encarar a vida. A mudança pode e deve acontecer. Porém, uma mudança forçada é como uma fita de elástico esticada; basta soltá-la para que volte a ser como era antes. Tudo tem seu tempo.
Saibamos que, para acompanhar amorosamente o nosso processo de crescimento e evolução, é preciso que agarremos as oportunidades de modo que possam proporcionar mudanças positivas, permanentes e felizes. 

REFLEXÃO DO DIA - 20.06.18

Aquele que tem preconceito em relação a seu semelhante, ainda não desenvolveu a solidariedade, tampouco a compreensão, porque vislumbra o Universo através das janelas estreitas do prejulgamento, tão nocivo à convivência.

Com o passar do tempo e a evolução da consciência, o que quer que não tenhamos compreendido, nós mesmos criaremos essa compreensão,  através da própria experiência, pois, aquele que não tiver solidariedade ainda sofrerá por falta dela.

Se em nosso íntimo ainda constatamos a existência de preconceito, poderemos não ser  condenados pela lei, pois, dispomos de muitas experiências em nosso passado e no presente, através das quais, poderemos aprender e crescer como seres humanos.

É preciso apenas que observemos sem criticar ou julgar, e que deixemos nossos semelhantes Terem a liberdade de ser como de fato são, sem culpá-los ou condená-los.

Desse modo, a sabedoria e a compreensão de cada momento e de cada um dos nossos semelhantes, nos permitirão livrar-nos da necessidade de sofrermos na própria pele a dor do preconceito que manifestarmos.

Se de fato,  procuramos um caminho menos doloroso que o do preconceito, nos esforcemos para fazer da verdade uma meta de vida. Tomemos a alegria por bússola, a paz por companheira, o riso amável como expressão e o amor como forma de existência.

Pensemos um pouquinho sobre isso, nesta quinta-feira, e, ao nos corrigirmos, se for o caso, viveremos uma inevitável felicidade como consequência.

Hoje é quarta-feira... mas que a "REFLEXÃO DO DIA" de hoje seja lembrada na quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira... e todos os dias.

Clique aqui para editar.

REFLEXÃO DO DIA - 22.06.18

O medo é uma emoção que nós, às vezes,  permitimos que cresça dentro de nós a ponto de nos  dominar, ao invés de usá-lo como um alerta em caso de perigo.

Nós temos medo de não possuir dinheiro suficiente, não dispor de tempo suficiente, não sermos atraentes e amados, etc.... Isto porque estamos sempre nos comparando com as outras pessoas. Enfim, tememos a guerra, a doença e a morte.

Todavia, geramos todos esses sentimentos ao permitirmos a instalação de um processo crescente do medo em nossa mente. Vivendo em função dele, estaremos dirigindo nossas energias vitais no sentido de criarmos mais e mais medo.

Estamos nos esquecendo de que somos filhos perfeitos do Universo, solidários e ricos em imaginação, dotados de eternos poderes, de divindade e amor.

O recorrente sentimento de medo, nos torna frágeis e suscetíveis à fraqueza física e mental. Contudo, um dos maiores ensinamentos da experiência humana é a constatação de que o medo é uma criação do próprio ser humano.

Assim, devemos fazer uso do poder do amor para superá-lo, criando uma realidade amorosa não só para nós, mas também para o nosso próximo e para toda forma de vida.

Com esta sexta-feira, iniciemos um excelente final de semana, determinando a nós mesmos: "É chegada a hora de deixar o medo para trás e seguir em frente, com coragem e determinação". E assim será!

REFLEXÃO DO DIA - 24.06.18

É frequente nos depararmos com desafios que à primeira vista parecem intransponíveis. Mas eles estão aí exatamente para nos ensinar que tudo é possível na corrente ilimitada da vida.

Cada obstáculo e desafio vencidos, nos levam a conhecer cada vez mais a nossa capacidade de desenvolver o nosso potencial,  através do amor pela vida, por nós mesmos e pelo nosso próximo.

Recebamos todos os desafio como bençãos e mostremos que estamos prontos para evoluir e crescer, na estrita  conformidade com os desígnios do Criador.

Mesmo nos aparentes momentos de derrota há sucesso, pois, quando algum projeto não dá certo, nos permite identificar quais comportamentos ou atitudes estão impedindo a realização dos nossos objetivos, e corrigí-los.

Não façamos juízo tão somente a partir dos resultados de nossas tarefas, tampouco critiquemos negativamente nosso desempenho a partir delas, porque, com certeza, ao realizá-las, empregamos todo o nosso esforço e dedicação, e isso é o que conta.

Ao invés disso, nos alegremos pela beleza de estarmos em um processo contínuo de crescimento pessoal e espiritual. Sejamos gratos pelos desafios que a própria vida nos propõe. Eles são manifestações da alma que anseia por libertar-se das limitações.

Aproveitemos alguns minutos deste domingo,  para "desafiar os desafios", mostrando que nós e que os venceremos, pois, Deus está conosco.

REFLEXÃO DO DIA - 26.06.18

A inspiração é a força vital que nos diz "o quê e como criar", a partir da natural ânsia de viver. É a sensação que temos quando estamos de fato sintonizados com a divina orientação interior.

Frequentemente,  nós queremos sentir e expressar nossos sentimentos, de alegria, de tristeza, de dor e até de sofrimento, mas isso só acontece quando estamos movidos pelas energias da inspiração e da criatividade.

Esses sentimentos são contagiantes. Assim, procuremos contagiar mais pela alegria, pois, toda  vez que estamos criando, movidos por ela, mais se expande a nossa vivavacide. Nosso amor pela vida é a porta que se abre para receber e difundir essa "energia criadora".

Nossa mente, às vezes, acalenta pensamentos negativos de que não somos capazes de realizar tanto quanto os outros, nos conduzindo a um falso sentimento de inferioridade. Isso não pode acontecer, simplesmente por que não é verdade.

Se desejamos afastar esses pensamentos limitadores das nossas ações, e nos abrirmos para todas as boas possibilidades que temos, os afastemos com a força motriz da positividade, e assim, nenhuma limitação restringirá nossa inspiração e nossos atos.

Através da nossa imaginação positiva, encontraremos solução até para o mais difícil dos desafios. E assim, só a desistência nos fará fracassar. E, "fracasso e fracassar" são palavras que não podem existir no nosso dicio

Nesta terça-feira, tenhamos a certeza de que, apenas quem diz "Eu não posso", nunca conseguirá. Mas se dissermos "Eu posso", com convicção, o Universo sempre conspirará a nosso favor nos indicando o caminho certo.

REFLEXÃO DO DIA - 27.06.18

Todos nós ansiamos pela paz. Até guerras são criadas em seu nome. Já ouvimos a famosa frase: "Se queres a paz, prepara-te para a guerra". Isto é, quanto mais preparados e fortes estivermos mais incutiremos temor e respeito, mesmo que pelo medo de atacar.

Porém, jamais conheceremos a verdadeira paz enquanto houver intolerância, desunião, ódio, ganância e fome de poder. A paz existe sim, e está ao nosso alcance, mas precisa ser buscada, precisa ser construída.

Podemos trazê-la para dentro do nosso ser e da nossa vida, se abrirmos caminho para que o amor incondicional se manifeste através de nós. O melhor movimento em favor da paz deve estar alicerçado num coração repleto de amor e de tolerância.

Ela brotará de forma natural dentro cada coração, e sem a necessidade de se falar sobre ela ou de proclamarmos sua existência. Ela simplesmente existirá, sem a necessidade de qualquer contenda.

Como estaremos em paz conosco mesmos? Ora, se nos preocuparmos com nossos semelhantes, se enxergarmos tudo com os olhos do coração e da alma, se reconhecermos agradecidos a perfeição que a vida contém, se respeitarmos todas as maravilhas da Criação Divina.

Então, possuiremos  o verdadeiro amor incondicional e nele encontraremos a paz que tanto almejamos. E, estando em paz, ela será a nossa contagiante realidade. Que tal pensarmos nisso, nesta quarta-feira!.

REFLEXÃO DO DIA - 28.06.18

Cada uma das diferentes raças que compõem a humanidade tem um objetivo e uma contribuição a dar às outras. Nós temos muito o que aprender com aqueles cuja cor da pele é diferente da nossa. Afinal, nós e todos os outros somos igualmente seres humanos.

A cor da pele, assim como é percebida pelos nossos olhos físicos, baseia-se num espectro de luz muito estreito. Moralmente, seria melhor que fossemos cegos, do que estabelecer julgamentos sobre as pessoas e situações tendo como base as aparências.

Sabemos que os pensamentos e sentimentos possuem uma energia envolvente. E nós podemos ajudar as pessoas a se prepararem para ser o que julgam que são, através do poder do nosso pensamento e da nossa crença.

Isto se dá, quando as pessoas ainda não estão despertas o bastante para estar conscientes e protegidas das forças dos pensamentos negativos que podem partir de pessoas más que as cercam.

Cada raça tem  dons especiais que, partilhados com todos os seres humanos elevam o sentido da vida em coletividade, tornando-a mais produtiva e feliz. Sabemos que nós humanos, em especial, devemos ou deveríamos formar uma grande

Fraternidade Universal.

Portanto, que os nossos olhos e coração possam se abrir somente para aquilo que em nosso semelhante for digno de admiração e respeito, incentivando-o a melhorar e a expressar as suas qualidades.

Só assim, será possível reconhecermos o valor que tem cada ser humano e, a partir de então, não haverá lugar para julgamentos ou preconceitos, principalmente pela cor da nossa pele.

Que tenhamos uma quinta-feira saudável e feliz com todos que conosco hoje conviverem.

REFLEXÃO DO DIA - 29.06.18

O bom agricultor, além da correta análise da época do plantio, desenvolveu a percepção de conhecer cada fase da planta, da semente até a chegada do fruto.

Percebe ainda que tudo que envolve o plantio exerce certa influência, desde o vento até as estações do ano. Este aprendizado aconteceu com o passar do tempo, no desenvolver de sua habilidade em ouvir a Natureza e na percepção do momento certo de plantar e de colher.

Na nossa vida, também pode ser assim. Devemos desenvolver uma percepção semelhante para sabermos o momento certo da ação, conscientes de que nada acontece por acaso. Há sinais que nos avisam o que pode acontecer, e quando devemos agir.

E para isso, com a experiência adquirida, devemos exercitar nosso aprendizado na análise dos acontecimentos,  para aprendermos  a ler nas linhas e sinais dos tempos as oportunidades que nos aparecem.

Peçamos a Deus sabedoria para aprendermos a conhecer melhor tudo que nos rodeia, e assim podermos fazer uso, no momento oportuno, do bem que se apresenta ao nosso alcance.

Que esta sexta-feira seja o prenúncio de um fim-de-semana tranquilo e feliz.

REFLEXÃO DO DIA - 04.07.18

Sermos inflexíveis e teimosos em nossas posições, geralmente em nada contribui e ainda nos causa problemas. A flexibilidade é a disposição de acolher  as mudanças na vida com equilíbrio e boa vontade.

É a capacidade de nos mover e nos curvar em face das exigências do momento, sem a teimosa  insistência de que tudo deve ser da maneira que achamos que deve ser.

Sendo rígidos demais em nosso modo de encarar a vida, ou não demonstrando boa vontade em acompanhar o seu fluxo e mudar,  estaremos sujeitos à própria destruição como pessoas.

Quando descobrimos que o que julgávamos ser verdade não é mais e, mesmo assim insistimos na crença, estamos desperdiçando a oportunidade de conhecermos verdades maiores, que poderão tornar nossa vida mais fácil e prazerosa.

Assim como a semente é amolecida pela água, para que possa brotar para a luz como uma planta plena de vida, também nossa compreensão e consciência devem tornar mais flexíveis nossas crenças em relação à vida, possibilitando o nosso crescimento.

Nós somos muito maiores do que imaginamos. Resistir às mudanças por teimosia, não é atitude inteligente e torna a nossa vida mais difícil e sombria. A vida existe devido aos agentes do crescimento e das mudanças, e não apesar deles.

Portanto, é bom que nos mantenhamos dóceis e flexíveis em nossa maneira de encarar a vida, e ela nos recompensará com liberdade e felicidade ainda maiores.

E então, por que, em nosso próprio benefício, não sermos mais flexíveis à evolução e às inevitáveis mudanças do mundo e da vida? Nos adaptemos! Pensemos nisso nesta quarta-feira.

REFLEXÃO DO DIA - 05.07.18

Por sermos pessoas boas, sempre que tivermos que tomar uma decisão importante, ouçamos antes a voz do coração, pois, ele anseia por amor e deseja o melhor para todos.

Mesmo que, às vezes, alguma escolha pareça muito difícil por envolver enormes desafios, não a recusemos. Os desafios existem para nos obrigar a crescer, assim também como todas as pessoas que nos rodeiam.

Evitemos escolher as soluções mais fáceis simplesmente por comodismo, quase sempre não dão bons resultados e não promovem o nosso crescimento espiritual.

Confiemos em nós e ousemos ser corajosos, mesmo que a decisão necessária implique em algum sofrimento. O sofrimento nos regenera e abre as portas do entendimento para a  persistência. A coragem de enfrentar desafios faz a vida florescer na fortaleza da sabedoria.

Tenhamos sim, a coragem de escolher sempre a verdade, ela poderá nos maravilhar com  suas enormes revelações, pois, cada verdade é uma Mestra a nos ensinar uma melhor visão da própria eternidade.

Por fim, assim agindo, estaremos escolhendo o amor, diante do qual nos tornamos humildes, e é na humildade consciente que poderemos provar a essência da vida, a paz interior e a felicidade.

Hoje, quinta-feira, meditemos um pouquinho sobre nossas escolhas e coloquemos nelas a coragem que só o amor pode dar.

REFLEXÃO DO DIA - 07.07.18

Sêneca, filósofo romano dizia que "Quem olha demais para as coisas dos outros não usufrui as próprias". É uma grande verdade!

Suponhamos que haja uma corrida de canoas, por exemplo. Se um participante, ao invés de se concentrar nos detalhes do seu trajeto, ficar perdendo tempo com a situação dos seus concorrentes, perde o foco no seu objetivo e, fatalmente perderá a disputa.

Da mesma forma acontece com a nossa vida. Todos nós, quando nascemos, já somos portadores de muitos talentos,  de muitos dons, e ao longo da nossa vida só temos que aperfeiçoa-los, isto é, nos tornarmos melhores e peritos em nós mesmos.

O que atrapalha a conquista do que queremos e o aprimoramento do que já temos, é começar a olhar para os dons e talentos dos outros, achando que são maiores ou melhores do que os nossos e, ao mesmo tempo, querermos possuir o que foi dado aos outros.

Tal comportamento só pode gerar desconforto e rivalidade, desviando a nossa atenção, nos desgastando sem necessidade e nos impedindo de continuar progredindo no aprimoramento material e espiritual.

Assim, nos convençamos de que, o bom mesmo é mantermos os olhos e o coração fixos naquilo que já temos, e com espírito de gratidão ao Criador,  trabalhar nossos dons, nos tornando pessoas mais serenas e sem maiores problemas  diante dos desafios da vida. Outras conquistas virão naturalmente.

Com este sábado, iniciemos um final de semana tranquilo e feliz, mas cientes de que devemos desenvolver os dons e talentos que Deus nos deu. Só nós podemos fazer isso!

REFLEXÃO DO DIA - 08.07.18

Devemos entender o caráter das pessoas com quem tratamos afim de conhecer melhor as suas intenções. Quem é dominado pela paixão, não consegue falar das coisas como elas são. Cada um fala de acordo com sua emoção ou humor, e isso nos afasta da verdade.

Por isso, antes de falar, devemos aprender a ouvir e sentir o coração do outro, pois, nem sempre as palavras transmitem tudo o que ele quer dizer. Um dito popular nos diz que "cachorro mordido por cobra tem medo até de linguiça", nos  mostrando a relação entre causa e efeito.

As pessoas agem de forma semelhante. Elas deixam pista do seu caráter em seu semblante e em suas ações. O caráter é o traço que nos modela e revela o caminho percorrido, pois é a partir dele que nos damos a conhecer.

Geralmente nos sentimos ameaçados por alguém que pensa diferente da gente. Só que, ao invés de fugirmos da realidade, deveríamos somar as experiências para, de verdade, tentar nos aproximar uns dos outros.

Se quisermos conhecer e ajudar o outro, devemos ir até a "sua raiz", ou seja, onde e como  

foi moldado o seu caráter. Mas, também, antes de ajudar o outro, devemos lembrar da recomendação do Cristo: "tire primeiro a trave do teu olho, então verás bem para tirar o cisco do olho de teu Irmão".

Que possamos amar mais o nosso semelhante evitando os prejulgamentos, sendo mais compreensivos ao ouvir, e mais caridosos ao ajudar. Vamos  exercitar mais esta prática a partir deste domingo?

REFLEXÃO DO DIA - 09.07.18

O estresse é um dos maiores causadores de doenças, que pode ser resultado de expectativas não realistas ou não realizadas. Muitos enfrentam o estresse em suas vidas por terem trocado a busca do bem estar e da felicidade, por bens materiais.

Muitos se estressam no trabalho por não estarem fazendo o que gostariam. Outros sofrem estresse e ansiedade porque vivem presos a problemas acontecidos no passado e na insegurança do que possa vir pela frente.

O que devemos entender é que, embora o passado tenha nos deixado experiências, sejam boas ou ruins, o

importante é o "agora". Este é realmente o único momento que existe, pois, o passado é lembrança e o futuro é esperança.

Contudo, podemos buscar viver intensamente o agora,  aplicando o que aprendemos com  as experiências do passado e, com isso, aumentarmos as chances de criarmos um amanhã mais promissor e feliz.

Se estamos na iminência de um

momento de estresse, uma excelente maneira de acabarmos com ele é estarmos atentos à nossa saúde física, a começar pela nossa respiração oxigenando melhor o nosso organismo, e assim, podermos reagir com mais eficiência à sua chegada ou combatermos as suas nefastas consequências.

A saúde física nos propicia fazermos melhor as nossas escolhas diárias, reagindo às circunstâncias não tão boas que viermos a criar, não permitindo que elas tenham qualquer poder sobre nós, ou utilizarmos o nosso próprio poder para modificar possíveis consequências inevitáveis.

Estejamos conscientes de que podemos tomar nas mãos as nossas vidas, respeitando os nossos sentimentos e nos  concentrando no que queremos de fato realizar e viver, a bem do nosso bem estar e da nossa felicidade.

Que tenhamos, com esta segunda-feira,  o início de uma semana produtiva e feliz.

REFLEXÃO DO DIA - 13.07.18

A vida não nos pede nada além das nossas forças. Os problemas que se apresentam gigantes, muitas vezes são ampliados pela nossa ignorância.

São os nossos olhos físicos e mentais, que dão aparência ao que nos acontece, se estamos firmes eles nos mostram soluções, se estamos fragilizados nos apresentam preocupação e medo.

Somente com a fé é que poderemos ver as coisas como realmente são, e acontecerem como esperamos. E somente com a confiança em nós mesmos e em nossa capacidade é que chegaremos aos nossos objetivos.

Confiando em Deus

não haverá dores eternas, nem longos períodos de ignorância, pois, podemos mudar o rumo dos problemas em todas as ocasiões que se apresentarem.

Metade das nossas dores desaparecem quando passamos a acreditar que existe solução, e a outra metade também some quando tomamos atitude.

Hoje, sexta-feira, iniciemos um final de semana na certeza de que o Criador nos proporciona todas as condições para vivermos mais saudáveis e felizes.

REFLEXÃO DO DIA- 14.07.18

Ninguém caminha adiante, conscientemente, sem esperança, sem acreditar em um futuro melhor, sem se sentir útil para alguém ou até mesmo para todos

que o cercam.

A vida é sempre bela, se vista com os olhos da mente sadia, da gratidão e do reconhecimento da Bondade Divina que coloca tudo ao nosso alcance. E tudo que acreditamos de verdade acaba por se tornar realidade dentro de nós.

Dores incompreendidas e ressentimentos não administrados, tornam-se pedras em nosso caminho, medos tornam-se armadilhas fatais, mas a esperança pode mudar tudo isso.

Devemos, sim, esperar um futuro melhor para nós e nossas famílias; uma situação financeira mais segura, nascida do nosso trabalho; uma saúde dosada no equilíbrio da comida, da bebida e do exercício do zelo físico; e ainda, na busca de amigos verdadeiros e relacionamentos confiáveis.

Por isso, devemos nos conhecer melhor para nos entender, pois, quando entendemos nossas fraquezas e aptidões, tudo fica mais fácil para a aceitação das realidades que não podemos mudar, e para alcançarmos tudo o que temos capacidade para sonhar e realizar.

E aí, tudo pode melhorar, pois, procurando nos conhecer, saberemos realmente o que queremos e o que pode nos fazer felizes. E a esperança é o que move a nossa vida  sempre pra frente, na busca tranquila e consciente da justificativa da nossa missão terrena.

Neste sábado, busquemos alimentar ainda mais a nossa esperança, força motriz a nos  energizar para a vida e para a felicidade.

REFLEXÃO DO DIA -15.07.18

De repente a gente acorda para o dia-a-dia, e descobre que não somos para  o outro aquilo que considerávamos que o outro fosse para nós. Aí então, sentimos que fomos enganados por alguém em quem depositávamos a maior confiança.

Percebemos, com imensa tristeza, que muitos daqueles que amamos não dão a mínima atenção para a realização dos nossos sonhos.

Observamos que investimos o nosso melhor tempo e afeição em quem demonstra jamais ter se preocupado conosco não nos estendendo a mão nos momentos mais difíceis.

Então, percebemos que de muitos que nos rodeiam recebíamos falsas demonstrações de afeto, pois eram baseadas em interesses próprios e mesquinhos.

Diante de tudo isso, o que fazer? Nada!  Nada que possa nos tirar a paz e a razão, e continuar nossa vida sendo quem somos, sem deixar que esses desvios morais alheios perturbem nossa caminhada, porque o que vale é o que fizemos de bom segundo nossas boas intenções.

Não tenhamos qualquer dúvida de que todo o resto será debitado pelo Criador, na conta dos que se sentiram felizes em nos mentir e enganar. E sabemos que a Justiça Divina não falha. Sigamos em paz o nosso caminho. E que tenhamos um domingo tranquilo e feliz!

REFLEXÃO DO DIA - 16.07.18

Quando os sentimentos fortes dispensam a atração física, quando dispensam até a necessidade de sexo como pré-condição, quando apenas a presença basta, aí sim, podemos dizer com segurança que estamos amando verdadeiramente.

O amor é a força sublime que supera todas as necessidades, e ele, por si só, é capaz de sustentar a vida, os relacionamentos, e a convivência sadia entre as pessoas.

Amar é conseguir ser feliz com a felicidade do outro, é esquecer qualquer dificuldade para dar ao outro o melhor de si, é causar e sentir prazer nas coisas mais simples.

Quem ama de verdade já compreendeu esses princípios, está sempre de bem com a vida e consegue distribuir isso a todos que com ele convivem.

O valor do amor está justamente na alegria de doar, de se dar sem esperar nada em troca e receber sem se encher de orgulho, porque amar é tudo aquilo que faz bem aos outros e a nós mesmos em justa reciprocidade.

Com esta segunda-feira, iniciemos uma semana nos aprimorando ainda mais na prática benfazeja do amor incondicional, o que não é fácil, mas é gratificante. É saúde para o corpo e muita paz para o espírito.

REFLEXÃO DO DIA - 17.07.18

O perdão é sem sombra de dúvida uma atitude nobre inerente às pessoas de bem. Contudo, o verdadeiro perdão só acontece quando o agressor reconhece seu erro e se modifica.

O perdão é uma doação do ofendido diante da transformação do agressor, é a atitude que libera o agressor para que ele possa crescer moralmente cada dia mais. O falso perdão e a vulgarização da sua nobreza é um incentivo à reincidência do agressor.

Quando acontece o verdadeiro perdão, energias positivas são liberadas e a vida pode seguir sem entraves, transformando a vida de ambos, sem esquecer que perdão não é o esquecimento do mal, mas sim a sua erradicação.

Quem perdoa se adianta rumo ao aprimoramento interno, sem de modo algum ser obrigado a conviver novamente com o agressor, pois, cada um deve seguir rumo à colheita do seu plantio, acertando seus erros com a Divina Providência.

O perdão liberta o coração do atingido e a consciência do agressor, sem, contudo, apagar as responsabilidades de cada um perante o Tribunal Divino.

Que pensemos sim, nesta terça-feira,  sobre a aplicação do perdão e também da sua justiça.

Sigam-me nas minhas redes sociais & ouçam a minha rádio!